PESQUISAR 
Esportes
0

Tucurense fatura 13º título da Primeira Divisão

Tucurense fatura 13º título da Primeira Divisão

Por Lucas Valério
Foto: SilveiraJr

O Kokobongo/Elite entrou na casa tucurense com uma missão ingrata. Vencer a maior campeã do Amador Mogimiriano por quatro gols de diferença. Uma vantagem tão ampla que, se desse WO, a Alvinegra seria campeã do mesmo jeito. E foi. Repetiu 1964. Ou 1976. Ou 2003. Não há nenhum escudo com mais datas de título a recordar que a Tucurense. A mais recente é 18 de outubro de 2015.

Em sua casa, o Distrital Angelo Rottoli (Tucurão), a Veterana empatou com um aguerrido Kokobongo/Elite. Se reverter a vantagem era uma meta difícil de ser alcançada, a jovem equipe resolveu mostrar sua força e provar que o 5 a 2 foi acidental. “Tivemos infelicidades no primeiro jogo e está aí. Jogamos de igual para igual e poderíamos ter vencido o título. Mérito para eles, mas também fomos muito bem”, afirmou Israel Lanza, o Tamborim, técnico do Kokobongo.

O treinador escalou novidades entre os titulares, como o meia Tcheco e o atacante Gil. Já a Veterana não teve surpresas e Everton Bombarda repetiu a escalação da primeira final. Sem pressa, a Tucurense abusava dos toques pelo meio, com Jailson, Iago e Miguel. O Kokobongo assustou em chutes de longe, como de Tcheco, mas a primeira boa chance foi de Iago, em chute rasteiro que exigiu boa defesa de Pozzer.

Jefinho, em cobrança de falta, também fez o goleiro Mauricio trabalhar. A cadência da Tucurense foi reduzida aos 30 minutos, quando Iago, com uma torção no joelho, deixou o gramado para a entrada do velocista Kauê. Após controlar o primeiro tempo, a Veterana foi golpeada logo aos 4 minutos da etapa final. Jefinho cobrou escanteio da direita e Gil, de cabeça, venceu Mauricio. O gol fez Bombarda sacar Guilherme e lançar Gustavinho em campo, mas o Kokobongo insistia.

Camp Amador MM Serie A - Kokobongo x Tucurense 18102015 (21)Gil tentou de fora da área, Jefinho cobrou falta e Mauricio espalmou. Chances criadas e tempo decorrido até o último fio de esperança ser cortado. Aos 44 minutos apareceu Kauê, o substituto de Iago. Após cruzamento da esquerda, ele se jogou na bola e garantiu, de vez, o 13º título da Tucurense na primeira divisão. “É especial você ser campeão ganhando uma e empatando a outra. Sem perder. Com a derrota seria meio estranho”, afirmou Bombarda. Um título que não teve nada de estranho. Principalmente para a história do Amador, acostumado a ter, na galeria dos campeões, o nome da maior campeã.

Com o 13º título do Amador, a Tucurense ampliou a diferença para o Vila Dias, segundo maior campeão. O Dragão da Zona Leste faturou seis taças, entre 1991 e 2014. A segunda agremiação com mais taças é o extinto Floresta, campeão em 1956, 1974, 1977 e 1979. Já o Kokobongo/Elite perdeu a chance de repetir o feito do Cecap, último time a faturar a Série-B em um ano e a Série-A no ano seguinte.

Iago: “Se o Ceni dormir, eu guardo”

Encerrar jejuns da Tucurense tem sido comum na vida de Iago. O meia, mais uma vez, um dos destaques da Série-A, integrou o elenco campeão amador em 2010, quando a Veterana acumulava seis temporadas sem taças. Em 2011, como atuava como profissional, não pode atuar, mas, voltou para ajudar a Tucurense a ampliar a sala de troféus.

De quebra, aumentou a sua lista de conquistas. No ano passado, foi campeão da Copa Society e da Copa de Futsal, além da primeira divisão, em Mogi Guaçu, pelo Itaqui. Já neste ano, foi a estrela do Martinense na Copa Rural e venceu a Copa de Futsal dois dias antes de faturar mais uma taça do Amador. Além das conquistas, tem se notabilizado pelos golaços em decisões.

Em 2013, pelo Novacoop (mais um título), Iago marcou em uma cobrança de falta quase do meio-campo. Já em 2015, a cobertura foi com ‘bola rolando’, na partida de ida. Sobrou até para Rogério Ceni, vítima de golaços do ex-Mogi Mirim, Robinho, na temporada. “Ele não pode dormir comigo né, se sobrar, eu guardo mesmo. Graças a Deus eu tenho essa estrela em decisões de fazer os gols bonitos para ajudar a equipe”.

Compartilhar:
  • googleplus
  • linkedin
  • tumblr
  • rss
  • pinterest
  • mail

escrito por: Jornal O Impacto.Com

tem 0 comentários

Deixe um comentário

Quer expressar sua opinião?
Deixe uma resposta!